sábado, 24 de setembro de 2016

Itália.


Regressar de Itália é regressar com um bocadinho mais de certeza que há algo naquele país que é meu também.
São as ruas coloridas, os saxofones nas ruas, as massas e os gelados, a língua que canta e os beijos apaixonados nas esquinas. São os spritz, as confusões e o cheiro das pizzas. A história que me faz ter sede de cultura. A descoberta do sotaque mais sensual do mundo. O brilho no olhar ao ver os monumentos lá no alto. É falar alto e mexer as mãos: é o sítio para estar com todo o coração.
Itália é, também, o sítio dos meus sonhos, onde eles nascem e também onde eles crescem. E assim... sabe tão bem estar de volta.

quarta-feira, 14 de setembro de 2016

As 10 coisas {mais importantes} que a minha Mãe me ensinou.


14 de Setembro. Um dos dias mais especiais do mundo. Hoje a Mamã faz anos. E como tal teve direito a um mini-bolo de aniversário. Vegan claro. De banana e noz com cobertura de chocolate preto. {A receita é do livro Cozinha Vegetariana para Quem Quer Poupar}  Nestes dias é inevitável não olhar para a importância que as mães têm na nossa vida e de agradecer cada momento. Por isso, assim por alto, cá vão as coisas mais importantes que a minha mãe me ensinou.

As 10 coisas {mais importantes} que a minha Mãe me ensinou

1. Não há nada mais importante do que a família;
2. Dedica-te aos outros, sem esperar nada em troca, dessa forma vais ter ligações para a vida;
3.  Dá sempre o teu melhor sorriso e tem um abraço sempre preparado;
4. Chora e deixa as pessoas chorarem -  nunca julgues ninguém por isso;
5. Nenhuma distância do mundo é suficientemente grande para perderes alguém;
6. Nunca se é velha demais para beijinhos de boa noite;
7. Não tenhas medo de dizer às pessoas o quanto gostas delas, no fim isso é a coisa mais importante que lhes podes dizer;
8. A tua palavra é a coisa mais importante do mundo, nunca a quebres;
9. Lembra-te do aniversário das pessoas e mantém-te presente nas vidas das pessoas que gostas;
10. És mais forte do que aquilo que julgas, e aguentas mais coisas daquilo que pensas. Mas mesmo, assim, nos momentos maus, nunca estarás sozinha.

(11. E por último, mas não menos importante: como segurar uma toalha na cabeça para secar o cabelo - um ensinamento para a vida!)

Um xi- e parabéns à minha mamã,
Adoro-te para além do além. 

domingo, 11 de setembro de 2016

Pequeno almoço de domingo: Panquecas de Banana.

Para mim o domingo perfeito começa assim: Ser acordada com miminhos, levantar-me calmamente, tomar o banho de beleza (depois do oil pulling), beber a minha água morna com limão, e começar a fazer as tradicionais panquecas de banana, decorá-las e desfrutá-las no jardim enquanto bebo um chá. Não ter horas para o pequeno almoço acabar e desfrutar cada dentada. Este sim, será o domingo perfeito. E eu tenho a sorte de poder tem um dia destes quase todas as semanas.

Já devem ter percebido que estas panquecas são feitas frequentemente cá em casa. É uma receita tão simples, fácil e rápida que não há como amar. Espanta-me ainda não ter partilhado por aqui esta receita, por isso, sem mais demoras, cá vai. 


Panquecas de Banana 
{dá para quatro panquecas}

~ 1 banana madura
~ 2 ovos (caseiros!!)
~ 4 c. sopa de aveia
~ 1 c. chá de essência de baunilha
~ canela q.b.

Procedimento: Juntar tudo na liquidificadora até ficar uma mistura homogénea. Colocar a massa numa frigideira anti-aderente (só com um bocadinho de azeite) e fazer as panquecas, virando-as dos dois lados. Servir com o topping que quisermos. Nas da fotografia: calda de chocolate de Comércio Justo, e frutas da época.


Estas panquecas foram acompanhadas por um dos meus chás favoritos da English Tea Shop. O chá branco com mirtilo e sabogueiro. É um chá tão sereno e docinho que alinha perfeitamente nesta calmaria de domingo. Só me apetece eternizar estas manhãs para que elas nunca mais acabem.

Um xi- e bom domingo, 
Mariana

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...