Às vezes é preciso ter coragem...

domingo, junho 24, 2012

     Não sou menina de me chatear. Aliás é raro ter uma zanga que me dure mais que uma semana. Não gosto. Amuos não valem de nada, e é falar que a gente se tende. Mas às vezes aparece alguém que excede os nossos limites, as nossas esperanças, as nossas capacidades, e tudo explode. Eu explodi. Não me arrependo. Também tenho direito a isso. E neste caso tive tanto direito! Sou exigente com as pessoas, admito. Gosto de retribuições, e de equilíbrio numa relação. E caso isso não aconteça o caldo pode entornar. Mas raramente entorna, usualmente eu arranjo calma e paciência para o aguentar mais tempo na panela. Mas quando o tempo supera as horas, e a paciência se torna ridícula, toda a casa fica suja. 
    E mais do que sujar a casa, o que custa mais é conseguir limpá-la. Algum dia se consegue totalmente? Mas uma pessoa tenta. Uma pessoa até tenta, pé ante pé, começar a limpar. Mas existem caldeirões infinitos que não param de verter. E nesse caso, com coragem no punho, mais vale pegar nas trouxas, devolver aos donos recordações que ainda partem mais o caldeirão, e mudar de casa. 
    Recomeçar. Mas alto lá, uma pessoa não pode estar sempre a recomeçar. Só quando o caldo estiver devidamente entornado. E neste caso está, portanto, mudei-te de minha casa. Empacotei as tuas coisas, e faz-te ser humano, antes que seja tarde de mais. Porque, caso não saibas, perdeste-me tão totalmente quanto me tinhas (e era tanto...)

You Might Also Like

2 comentários

  1. muita força minha querida. dá valor a quem o merece*

    ResponderEliminar
  2. Palavras sábias que eu precisei, especialmente, hoje, só hoje. Obrigada e uma chávena de chá pra ti**

    ResponderEliminar

Seguidores

Junta-te ao Facebook

Amantes de Chá

Junta-te ao grupo #umaxícaradechá