In my Way to Green Beauty #2 {uma questão de ingredientes}

terça-feira, novembro 11, 2014

No último post do "In My Way to Green Beauty" falei daquilo, que eu acho, que é importante os nossos produtos de higiene terem, como o símbolo de agricultura biológica, não ser testado em animais e ser de comércio justo, contudo é ainda mais importante analisarmos os componentes dos mesmos. Sabem, aquela listinha numa língua que poucos de nós entende em letras tão minúsculas que é mesmo para não lermos. Hoje falo-vos como forcei os meus olhos ao ler essas letrinhas todas à procura dos ingredientes considerados prejudiciais à nossa saúde. 


      E como é que eu sabia quais é que eram? Pesquisei. Há uns tempos deram-me uma lista desses ingredientes e ainda acrescentei uns tantos. Ao todo eram mais de trinta ingredientes. As listas que vos falo são as seguintes: esta e esta. Escrevi os ingredientes todos no word e fui buscar todos os produtos que tinha. Coloquei-os no chão, como podem ver, e dispus-me a analisá-los um por um. 
      A primeira selecção que fiz foi quais eram ou não testados em animais. Dessa forma era mais fácil excluir logo uns tantos antes de examinar o rótulo. Decidi começar por esta selecção porque tomara a decisão que não queria usar mais nada que remetesse para a crueldade animal. Era uma decisão que estava tomada a 100%. 
  Assim as marcas que eu tinha que testavam em animais, pelo que pesquisei, eram a: Méthode Jeanne Piaubert, a Mary Kay, a Roger & Gallet, Garneier, a L'Oreal, a Escada, a Avon e a Yves Saint Lauren. Não verifiquei a marca Essentya, nem a Listerine, nem a Marionnaud porque não era preciso pesquisar muito que aquilo provavelmente devia estar cheio de químicos e também estavam no fim e não planeava voltar a comprar. Fiquei com dúvidas em relação à Colgate (no site da PETA diz que estão a tentar mudar essa realidade), e à Essence - as pesquisas que fiz diziam que não testavam mas eu tinha as minhas dúvidas, até porque não havia muita informação. Já as que não testavam em animais eram: Bioderma (segundo informação colocada pela marca), Corine de Farme, Dr. Organic, Biopha Nature, BodyShop, Yves Rocher e Dior.
    Desta forma tinha excluído logo dezasseis produtos num total de vinte e nove. Só de pensar na minha carteira até me doía a alma. Mas piorou quando comecei a pensar naquilo que consumia há tantos anos sem saber a crueldade que estava por detrás. Às vezes somos (sou) mesmo ingénua não é? Era tão bom que pudéssemos escolher à vontade sem pensar em questões éticas e morais, porque tudo era "correcto", ou pelo menos aquilo que nós achamos como correcto. Mas infelizmente não é assim.
    Continuei a minha busca e passei a examinar os treze itens que restavam. Analisei-os o mais cuidadosamente que pude, não percebendo patavina do que estava escrito nas linhas pequeninas (um dia disseram-me: se não entendes os ingredientes das coisas que consomes então estás no mau caminho). Enquanto lia apercebia-me que o meu caminho não era só mau como estava também cheio de químicos horríveis. Fiquei super decepcionada quando me apercebi que a Corine de Farme, marca que sou totalmente fã, tinham três daquelas substâncias arrepiantes (e pelo que li, já que não percebo nada da matéria, das mais perigosas). Custou-me saber que o champô que me acompanhou anos da minha vida de estudante afinal não era assim tão natural quanto dizia, e que o meu gel de banho com cheiro a baunilha apesar de ter o melhor cheiro do mundo de resto não tinha nada de bom. Já no que toca ao amaciador, nunca me perdi de amores por ele, portanto nem fiquei muito desiludida. Ter-me apercebido disto chocou-me o coração. Sabia que ia ter surpresas desagradáveis mas nunca pensei que esta fosse uma delas... sentia-me no mínimo enganada. E essa sensação piorou quando descobri duas substâncias na minha base (e assim me despedia da minha melhor amiga quando as borbulhas aparecem) e cheguei ao fundo do poço quando descobri que na minha água micelar da Bioderma (que eu aconselhava a toda a gente) havia uma dessas substâncias. Senti-me horrível, enganada, sem esperança no que aí vinha e uma impostora por ter andado a dizer tão bem destes produtos, que afinal não eram assim tão bons.


     No final as contas eram de num total de 29 produtos, 16 reprovados e apenas oito aprovados. Contudo como o dinheiro não reina cá em casa, não deitei os produtos que foram reprovados fora, obviamente! Deitei fora apenas: a mascara de argila da Avon e o serum para as pontas espigadas da Essentya porque reparei que já tinham passado do prazo de validade, já não gastava há tanto tempo! Deitei fora também três riméis porque já estavam secos, fiquei apenas com o invisivel da Mary Kay que também está quase a acabar e com um novo que tinha da Maybelline. O elixir, o amaciador, o esfoliante e o desmaquilhante estavam quase a chegar ao fim por isso mais uma utilização e dei cabo deles! Ficaram-me a sobrar as sombras: guardei-as. Porque tinham um valor sentimental muito grande. Decidi também acabar a pasta dos dentes, o champô, o gel de banho, a àgua micelar e o perfume da escada. Apesar de tudo sou contra o desperdicio. Se bem que a próxima vez que os usar vai ser tão estranho! No meio disto tudo não analisei a àgua de alfazema porque tenho total confiança no trabalho da Susana, e os produtos dela (bem como o sabonete que está na minha casa de banho) são algo que uso sem pensar uma ou duas vezes. 
       E a partir de agora é que começa a parte engraçada do Projecto! Começar a ver alternativas para todos estes produtos que reprovei. Vai ser uma caça e tanto! Ansiosa por começar (isso quase que anula a desilusão que esta analise me trouxe...). E vocês, já fizeram a vossa analise? Vamos lá limpar os nossos armários!

Um xi- não testado em animais, biológico, 
100% biodegradavel e só com produtos naturais, 
Mariana.

You Might Also Like

19 comentários

  1. Mariana, nem sabes o quanto me estás a ajudar e a elucidar com este teu novo projecto.

    Fiquei chocada com a Corine de Farme. Cá em casa, compensa tê-lo e quando lia que era sem parabenos e sem silicone, para mim, era mais do que suficiente. Ignorância a minha.

    Sempre tive o cuidado em ler os rótulos, por isso quando vou comprar estes produtos, se os compro online, como é o caso da Yves Rocher, leio muito bem antes de adquiri-los. Raramente uso maquilhagem, mas o meu lápis preto, a minha base, os batons e os eau de toilette são dessa marca. Até agora, confio nela e nos produtos. Quando vou ao mercado, dedico algum tempo a ler tudo. Ouvi dizer, há alguns anos, que: "se não sabes pronunciar não o deves comprar." E, tenho feito sempre que posso isso.

    Também tenho o desodorizante do Dr. Organic. Foi o mais caro que comprei até hoje, custo de 6€. Hesitei, mas veio comigo para casa. Costumo também utilizar da marca Nivea, pure & natural. O que sabes sobre esta marca?

    Quanto ao esfoliante, nunca comprei. Costumo fazer o meu com óleo de amêndoas doces e açúcar moscavado. Até agora, tem resultado com a minha pele.

    Relativamente à Colgate, também fico com um pé atrás e outro à frente com esta marca. Os últimos estudos mostraram que em nada tem de seguro, mas cá em casa é o que se usa. No entanto, há coisa de um mês encontrei uma marca Portuguesa que não conhecia, Pasta Dentrífica Couto. escrevi sobre ela no meu blogue. Demasiado boa e uso-a sem receio.

    Desculpa o enorme texto, mas estou entusiasmada com este projecto. Faz-me um bem imenso.

    Beijinho grande, querida.

    Josefa Bettencourt (Sefa).

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Josefa! :) Não me peças desculpa pelo comentário, é tão bom ler comentários assim tão envolventes naquilo que escrevo/partilho.♥ Em relação à pergunta que fizeste, a NIVEA antes não era testada em animais, mas agora segundo a PETA já é, portanto em relação a essa marca também já perdi a vontade de comprar. Esse esfoliante que fazes dura quanto tempo? Eu tenho adorado o desodorizante da Dr. Organic, é caro, sim, mas também estou satisfeita. Já coloquei em tempos aqui no blogue uma receita que fiz que também é muito boa. Se puderes experimenta. Em relação à pasta dos dentes também já usei Couto mas ainda não me convenceu por causa do sabor, sou mesmo muito esquisita nesse aspecto. Volta aqui sempre que quiseres, um xi-♥ gigante***

      Eliminar
    2. Olá, querida! :) Obrigada pela resposta. Bem, não estava nada à espera desta da NIVEA. As escolhas estão a reduzir, mas pelo menos terei ainda mais cuidado no que hei-de adquirir. Quanto ao esfoliante, eu preparo na hora. Como já sei, mais ou menos, a quantidade que necessito, coloco num recipiente o óleo de amêndoas e o açúcar moscavado. Para mim, dá mais certo assim. Nunca experimentei fazer em grandes quantidades, por isso não te sei dizer quanto tempo dura. Hei-de experimentar a receita que colocaste. Mais uma vez, obrigada. Um beijinho grande*

      Eliminar
    3. Olá! :) estive a ler os vossos comentários e achei por bem partilhar aqui duas ligações que podem ser bastante informativas para ambas.

      A primeira é sobre a L'oreal, é certo que no site da PETA está definida como uma marca que faz experiências em animais, no entanto tenho dúvidas relativamente à actualidade dessa informação uma vez que no site da L'oreal existe um tópico "The question of animal testing" que assegura o comprador que os produtos já não são testados em animais. Claro que as mentiras existem mas ainda assim, sendo uma companhia de beleza internacionalmente conhecida, creio que dificilmente, e com tanta leis que o asseguram, fosse possível distorcer tão publicamente semelhante informação.
      O link: http://www.loreal.com/csr-commitments/loreal-answers/the-question-of-animal-testing.aspx

      Quanto às reservas relativamente à Colgate, eu também as tenho uma vez que recentemente foi publicada uma notícia (chegou a dar no Jornal da Noite) que afirmava que a marca continha uma substância (triclosan) associada ao cancro em animais mas que no entanto cumpre as normas da União Europeia e portanto continua a ser totalmente legal.
      Pessoalmente não voltei a olhar para a marca da mesma maneira, mesmo que não sendo certo que afecte a saúde humana, continua a ser uma informação demasiado "chocante" para a continuar a usar sem reservas.
      O link da notícia no jornal Público: http://www.publico.pt/sociedade/noticia/pasta-da-colgate-contem-substancia-associada-a-cancro-em-animais-mas-cumpre-regras-europeias-1666301

      Espero ter ajudado ou pelo dado uma nova informação :)

      Eliminar
    4. Olá Cátia. Pois, infelizmente não sei a credibilidade da L'Oreal bem como da Colgate. E como são marcas que me colocam muitos pontos de interrogação, prefiro não usar. A mim, desde que de acordo com a minha pele, os produtos biológicos sempre resultaram. Talvez não andes a experimentar de acordo com a tua pele... já pensaste nisso? :)

      Eliminar
    5. Olá! :D
      Pois só se for de facto isso, mas dos (poucos, admito) que experimentei não resultou lá muito bem, a questão não foi fazerem mal, foi não surtirem mesmo qualquer tipo de efeito, e assegurei-me de que eram próprios para a minha pele :/ de qualquer das maneiras é uma questão de continuar à procura :)

      Eliminar
  2. Eu uso produtos que, na maioria não são testados nos animais, mas admito serem poucos. Primeiro porque tenho poucos produtos e segundo porque nem todos os produtos biológicos têm um bom resultado em mim.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não têm bom resultado? Então, Cátia, o que aconteceu? Quais foram essas tuas más experiências? :/

      Eliminar
    2. Basicamente não fazem efeito. Por exemplo, produtos para pele oleosa os primeiros dias ainda controlam a oleosidade e tal mas depois, puff, oleosidade até dizer chega,

      Eliminar
  3. Estou a adorar isto, graças a ti vou excluir uma serie de coisas que prejudicam a minha vida de uma ou outra forma, muito obrigada :)
    Fico ansiosa por esses produtos completamente maravilhosos que não me vão fazer mal à saúde nem aos animais nem a coisa nenhuma.

    MUITO OBRIGADA!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada eu doce Maria ♥ os teus comentários alegram-me a alma.

      Eliminar
  4. Deixaste-me com vontade de fazer também uma pesquisa aos meus produtos! Aposto que também vou apanhar grandes desilusões.

    Nem sabes o quão importante é para mim encontrar estes posts no mundo da blogoesfera. Fazem-me acreditar que ainda existem pessoas preocupadas com o bem-estar do mundo em que vivemos.

    Obrigada, Mariana. <3

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Encontrar-te é que me dá esperança. Volta cá sempre, minha inspiração. ♥

      Eliminar
  5. Boa Mariana! Gostei bastante que tenhas feito esta análise!!
    Entretanto, já voltei da NZ!! ^^ ..mas quero voltar para lá!! xD
    Neljocas**

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh parceiro ♥♥♥ sempre a seguir os teus passos!
      Eco-beijinhos**

      Eliminar
  6. Uso exactamente o mesmo champô só que para cabelos oleosos (ainda no Domingo comprei um novo frasco!!) e tinha exactamente a mesma opinião sobre a Corine de Farme :( fiquei mesmo desiludida ao ler que continha substâncias prejudiciais...
    As minhas reservas relativamente aos produtos biológicos são precisamente as mesmas que a Cátia referiu nos comentários acima, a sua eficácia. Já usei alguns que não surtiram qualquer tipo de efeito e o problema é que, regra geral, costumam ser bastante mais caros do que as típicas marcas do supermercado. :/
    Já tentava fazer esta filtragem nos meus produtos de maquilhagem, agora com as listas vai ser ainda mais fácil (ainda que difícil arranjar substitutos caso seja preciso :p)

    Obrigada <3

    ResponderEliminar
  7. Descobri hoje o teu blog e para já parece-me muito interessante! Por isso, desde já, os meus parabéns :)
    Também à relativamente pouco tempo comecei a ter estas preocupações e a fazer essas imposições a mim mesma (deixar de usar produtos que não testem em animais e que basicamente nao tenham porcarias que não servem para nada).
    Quanto à pasta de dentes, deixei tudo o que era colgate e aquafresh e para já estou em exclusividade com a pasta Couto. Sinceramente, ainda não me dei ao trabalho de fazer uma pesquisa sobre os ingredientes mas é uma excelente alternativa aos outros produtos disponiveis no mercado. Além disso é uma marca portuguesa! O mesmo acontece com os sabonetes da Ach Brito. Marca também portuguesa e com óptimos sabonetes, que podem ser usados para tudo! Cara, corpo e até cabelo!
    Também à uns tempos comprei um gel intimo da Babaria porque reparei que tinha um coelho na etiqueta (simbolo internacional para produtos que não testam em animais). Portanto, é uma marca que podes considerar.
    Mas a marca que realmente têm sido alvo da minha adoração é a Lush.
    Uso champô e condicionador sólido (em sabonetes) e estou a adorar! O cabelo fica limpo, cheiroso e de uma forma geral, impecável! E, muito honestamente, desde que comecei a usar estes produtos, noto que o meu cabelo está muito mais forte e saudável! O meu cabelo é bastante oleoso, pelo que costumava lavá-lo dia sim dia não. Agoro lavo apenas de 3 em 3 dias e ele aguenta-se que é uma maravilha!
    Da Lush uso também sabonete para o rosto e desodorizante sólido. Tal como os outros produtos são um mimo! A Lush é um pouco mais cara que os produtos de supermercado mas pelo que vi até agora os produtos duram bastante e são realmente de qualidade portanto acho que valem bem o dinheiro.
    Espero ter ajudado e não desistas (perante certas adversidades) de ter uma vida mais ecológica e amiga dos animais :) Vale sempre a pena!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Isa, pela visita e pelos conselhos :) Já ouvi falar muito da Lush, infelizmente ainda não tive nada deles, tenho que tratar disso :) Também vou passar a usar a pasta de dentes Couto, pelo que estive a ler em termos de opções é mesmo a melhor. Em relação aos shampos em sabonetes, o teu cabelo não ficou mais seco? Eu usava em sabonete, do Filhos da Terra, mas deixei de usar por não ser tão prático e o meu cabelo tem tendencias secas/oleosas (depende de como "acorda" :p) então nunca sei bem que tipo de shampô usar.
      O desodorizante faço um natural, está aqui no blog a receita, não sei se viste.. É muito bom especialmente para o inverno :)
      Obrigada, mais uma vez pela tua visita, espero encontrar-te por cá mais vezes!

      Um beijinho, Mariana**

      Eliminar
  8. Olá Mariana.

    Acompanho este teu projeto, por uma beleza mais “verde”, desde o início e confesso que estou a adorar. Alertaste-me para uma questão importantíssima, principalmente no que diz respeito aos ingredientes dos produtos que utilizamos e à diferença que podemos fazer no planeta se utilizarmos produtos mais sustentáveis, mais ecológicos. Neste sentido, e apesar de o bichinho já cá ter ficado há mais tempo, decidi hoje embarcar neste teu projeto. Vou começar por fazer uma análise dos produtos que tenho e, de seguida, tal como tu, vou procurar substitutos mais “verdes”.

    Obrigada por este despertar e por toda esta partilha. Mais uma vez, um projeto fantástico!

    Beijinho grande e um dia feliz*

    ResponderEliminar

Seguidores

Junta-te ao Facebook

Amantes de Chá

Junta-te ao grupo #umaxícaradechá