In my way to the Green Beauty: o ínicio ~

sexta-feira, novembro 07, 2014


Ao longo de todo o meu (pouco) tempo de existência muitas coisas mudaram. A vida em si, é uma grande mudança e não haver mudança significa quase sempre que algo estagnou. E quando algo estagna, meus caros, nunca é bom sinal: ou é sinal que as pessoas deixaram de se importar ou, no meu caso, é sinal que morri. Mudança é a primeira grande palavra de ordem da minha vida. Acredito que a mudança é boa e positiva (mesmo que mudas vezes não o aparente). Acredito que sempre que mudamos é para chegarmos mais longe naquele caminho que tem o nosso nome tatuado. Acredito que, quando a vida nos faz mudar, ou muda, não é ao calhas. Há sempre algo reservado para nós. Isto tudo para vos falar de uma grande mudança que ocorreu aos poucos e poucos na minha vida.

    Comecei a minha aventura no mundo da "ecologia" (se é que é assim que lhe posso chamar) aos quatorze anos. Agarrei essa forma de proteger, defender, amar o mundo como se não houvesse mais outra forma (de realçar que eu continuo a achar que não há). Contudo nessa minha luta cometi um erro atroz. O erro dos extremos. Durante um grande período apenas lavei o meu cabelo com sabão azul e vinagre e o meu hidratante corporal era azeite. Não foi nenhum erro, aliás, a minha pele e o meu cabelo nunca mostraram desagrado. Mas daí partir para o grande erro. Achava que todas as pessoas que se maquilhavam, pintavam as unhas ou usavam roupa de marca mereciam quase um castigo divino por estarem a causar mal ao ambiente. Achava que tudo o que era mais industrial fazia mal. E por isso nunca o usei. Não ia ao cabeleireiro, não pintava as unhas, usava apenas roupa biológica, com algodão biológico ou que reaproveitava dos meus pais. Digamos que durante uns bons dois anos a minha forma de me apresentar era tão ao estilo "into the wild" que vendo fotos às vezes nem eu me reconheço.
      Tudo começou a mudar por volta dos meus dezasseis/ dezassete anos quando me apaixonei por aquele que até agora tem sido o grande homem da minha vida. O N. sempre foi aquele género de rapaz que sempre vestiu bem, com roupas e produtos higiene todos de marca. Essa era a parte dele que me fazia "comichão", mas ao longo do tempo ele foi-me ensinando que existiam verdades por detrás de muitas marcas de cosméticos. Às vezes bastava procurar melhor, informar-me melhor para encontrar alternativas tão boas ou melhores sem nenhuma crueldade animal ou químico. Essa foi uma das coisas que ele me ensinou e em grande parte é o motivo por estar a escrever aqui. A outra é que, à medida do tempo que me fui apaixonando por ele, fui-me tornando mais mulher. Senti vontade de pintar as unhas, de me maquilhar (e a minha melhor-casa - subentenda-se a M. - ensinou-me a maquilhar-me de um jeito maravilhoso e apanhar gosto por todas aquelas paletes de cores), de vestir roupas mais justas, de usar perfumes e tudo aquilo que antes era proibitivo no meu armário. 
       E aqui começa a altura em que vos falo deste meu novo Projecto. Acredito que tal como eu era há seis anos atrás, ainda existam pessoas assim (espero mesmo!). Pessoas que se preocupam com o ambiente, que pensam naquilo que põem na pele, em que tocam, e acima de tudo: o mercado que estão a impulsionar. Sempre acreditei que eram as nossas escolhas, as nossas opiniões que ditavam em parte o futuro deste planeta. E por mais pequeninos que sejamos ainda somos alguns, certo? Por isso, para esses alguns, e para alertar outros, criei este Projecto: In my Way To The Green Beauty. Como o título diz, este será o meu caminho por uma beleza mais "verde", mais "ecológica", mais "sustentável". Não será, contudo um projecto de certezas, de regras. Será um projecto onde irei pesquisar ainda mais, experimentar projectos e contar-vos tudo sobre o que há no armário de "beleza" cá de casa. Quem me acompanha? 

Um xi- não testado em animais, biológico, 
100% biodegradavel e só com produtos naturais, 
Mariana.

You Might Also Like

5 comentários

  1. Adoro! :) venha essa informação, podemos ser lindas e cheirosas sem afectar o que nos rodeia, toca a mostrar isso :)

    Beijinho*

    ResponderEliminar
  2. Amei o teu blog e esse projecto, vou definitivamente seguir!!

    ResponderEliminar

Seguidores

Junta-te ao Facebook

Amantes de Chá

Junta-te ao grupo #umaxícaradechá