Mãe.

By Mariana Neves - junho 16, 2015

Hoje quero voltar a ser pequenina. Quero voltar a ter os cabelos encaracolados e ser mais baixa que tu, como se me pudesses esconder e proteger nesse teu abraço que é maior que o mundo, mas mais aconchegante do que a cama numa noite de Inverno. Mãe, quero ser sempre a tua pequenina, está bem? Quero ser sempre a primeira pessoa que escolhes encher de beijinhos no pescoço e a tua melhor amiga. A tua princesa e a tua reguila. Quero ser o motivo do brilho do teu olhar e a razão do teu sorriso... tal como tu és para mim. Este amor que é tudo, Mãe.
Hoje vamos fazer o tempo voltar atrás. Vamos para as noites em que me escondia na tua, vossa, cama enquanto o pai não chegava só para me abraçar mais a ti. Colocar os meus pés entre as tuas pernas e sentir o teu carinho em todo o seu esplendor. Mãe, minha mãe, não há carinho como o teu. E eu sou a pessoa que melhor o sabe receber. Sou teimosa, mas a teimosia ainda é mais se algum dia tiver que abrir mão de ti, que és tão minha... como eu sou tua. Sabes, não há lágrimas como as tuas no meu abraço. E não há saudade tão querida como esta, que me corrói o peito e me faz escrever textos em noites solitárias. Queria que estivesses aqui, nesta sala, a cuidar de mim. Porque afinal, eu não sou assim tão crescida e preciso do miminho teu a toda a hora. 
Mãe, vamos falar sobre histórias de caracóis e de festinhas nas costas? Vamos ver filmes da Disney e fazer bolos a tarde inteira? Mãe, quem me dera ser a tua pequena e poder ter o teu beijinho esta noite. Tenho saudades tuas. E eu... só queria um abraço teu, nada mais. Mas se pudessemos conversar o resto da noite também não me importava nada. Há algo de único na forma de falares, a tua voz parece mel a passear no vento, é tão doce, como as framboesas acabadas de escolher. És única. Tens esse teu carinho que me preenche como o sol ilumina o céu, esse teu sorriso que me dá um caminho quando me sinto tão perdida. Mãe. Minha Mãe, minha tudo, minha casa, hoje as saudades são tantas, tantas, que não queria saber de nada, só por um beijinho teu. Mas daqui a nada já estou nos teus braços outra vez e o mundo faz sentido outra vez. És a mais bonita do mundo. Gosto muito de ti, Mãe. 

  • Share:

You Might Also Like

4 comentários

  1. Simplesmente lindo. As mães serão sempre a melhor forma de vivermos o amor e nunca haverá nada com mais ternura do que isso. Estou em lágrimas, talvez com inveja do abraço que lhe poderás dar. Um beijo enorme

    ResponderEliminar
  2. Ode às mães, já sabes que a minha também tem direito a referências muito lamechas no meu cantinho não fosse eu assumida menina da mamã, por isso percebo-te :) é sempre o melhor perfume, o melhor toque, o melhor abraço, os melhores beijinhos, isso ninguém nos tira.

    Beijinhos :)
    Adriana

    ResponderEliminar
  3. Oh :') acredido que serás sempre a princesa da tua Mãe. Beijinhos grandes no teu 💜

    ResponderEliminar