{mais uma vez, amor}

By Mariana Neves - outubro 07, 2012


«Fui como um ferido pelas ruas até que compreendi que havia encontrado amor, meu território de beijos e vulcões. Não sabia o que dizer, a minha boca não sabia nomear, meus olhos eram cegos, algo me golpeava a alma, febre ou asas perdidas, fui me fazendo só, decifrando aquela queimadura, e escrevi a primeira linha vaga.
 E eu, um mínimo ser, ébrio do vazio enorme constelado, à semelhança, à imagem do mistério, senti-me parte pura desse abismo, girei as estrelas, meu coração se desatou no vento. 
Te amo, beijo em tua boca a alegria. Tragamos lenha. Faremos fogo na montanha.
Ainda não estou preparado p'ra crescer e aceitar que é natural,para reconhecer que tudo tem um princípio e tem um final.
Ainda não estou preparado para não poder te olhar ou não poder te falar.Não estou preparado para que não me abraces e para não poder te abraçar...
Já és minha. Repousa com teu sonho em meu sonho ... enquanto eu sigo a água que levas e me leva: a noite, o mundo, o vento enovelam seu destino, e já não sou sem ti apenas teu sonho.
Saudade é solidão acompanhada, é quando o amor ainda não foi embora, mas a amada já...Saudade é amar um passado que ainda não passou,é recusar um presente que nos machuca,é não ver o futuro que nos convida...Saudade é sentir que existe o que não existe mais...
Chegastes à minha vida com o que trazias, feita de luz e pão e sombra, eu te esperava, e é assim que preciso de ti, assim que te amo, e os que amanhã quiserem ouvir o que não lhes direi, que o leiam aqui...
Amanhã dar-lhes-emos apenas uma folha da árvore do nosso amor, uma folha que há-de cair sobre a terra como se a tivessem produzido os nosso lábios, como um beijo caído das nossas alturas invencíveis para mostrar o fogo e a ternura de um amor verdadeiro.
...Nega-me o pão, o ar, a luz, a primavera, mas nunca o teu riso, porque então morreria.
Eu amo o que não tenho. E tu estás tão distante...
E desde então, sou porque tu és. E desde então és, sou e somos...E por amor... Serei... Serás...Seremos...» 

 Pablo Neruda

  • Share:

You Might Also Like

1 comentários

  1. Que texto LIIINDO! (':

    ( Eu estou a gostar muito da Polónia, obrigada! ♥ )

    ResponderEliminar