Projectos com vida.

By Mariana Neves - maio 09, 2013

Ando desde Março a trabalhar nesta nova aventura, daí o tempo para o blogue não ser muito e andar um bocado afastada deste "mundo". Voltei hoje para vos falar desta minha pequena aventura que vai avançado com passos de bebé. Sempre fui uma pessoa que gosta de estar consciente das coisas que defende e que gosta, contudo de há uns tempos para cá, parece-me que me esqueci que as palavras não valem de nada se não tiverem acções que as traduzam. Neste caso, comecei a pensar no que eu defendia à cerca da agricultura biológica e no que realmente fazia. A verdade é que não fazia quase nada. Temos uma horta lá em casa, árvores de fruto, estufa, mas quem cuida de tudo isso são os meus pais e o que é que eu faço? O que é que eu sei fazer nesse âmbito? Nada. Queria que isso mudasse, não só queria defender um estilo de vida como também começar a vivê-lo. Assim pus as mãos à obra. Li tudo o que tinha sobre Agricultura Biológica, plantas que eram favoráveis ao tipo de terra que escolhi para o sítio da horta, plantas que estabelecessem simbiose entre elas, por onde devia começar, o que devia usar... E com a quantidade de informação que tinha, tive praticamente um mês só a estudar o plano da minha "horta". Tirei as medidas e depois de estar tudo pronto no papel comecei para a prática.

Cravos & Calêndula

O espaço não é muito, mas a terra também não é muito fácil de trabalhar. Comecei por tirar as pedras, o meu pai cavou a terra (falta-me força para estes trabalhos, é o que é), no espaço que é um triângulo construí um muro com pedras grandes que nos sobraram das construções e dividi ainda o terreno em três partes fazendo caminhos com lousas. Porque é que dividi em três partes? Porque a minha horta vai ter três partes: a dos chás, ervas aromáticas e flores. No centro deixei um espaço para colocar a camelia sinensis (a planta do chá), mas ainda não a consegui encontrar à venda em Portugal e duvido que ela se dê neste clima. Tenho que arranjar outra alternativa. Entretanto a horta tem crescido com o que se pode. O terreno tem muito sol e ainda não instamos a água (provavelmente vamos usar o sistema gota-a-gota) e muitas plantas não sobreviveram ao transplante. Na estufa já tenho sementes de camomila, calêndula, girassóis, malmequeres a crescer, em breve vamos transplantá-los!

Girassol

Para já a Cidreira ainda se está a adaptar tal como a alfazema. A hortelã-pimenta adorou a terra, já a hortelã-chocolate não sobreviveu. O tomilho, os oregãos, os cravos, a salva estão a dar-se bastante bem e os dois girássois já começam a crescer. Em breve vamos transplantar para lá os morangueiros, alfaces e ando a pensar na hipotese de colocar lá mirtilhos. Ainda é tudo muito novinho, mas é tão bom ver uma coisa assim tão nossa crescer, não é? Mesmo que seja devagarinho, é bom ir namorando assim a Natureza. Contudo, ainda tenho bastante para fazer, daqui a nada as ervas daninhas começam a crescer, ainda quero colocar um género de etiquetas em todas as plantas para começar a reconhece-las melhor e tantas outras coisas! Mas bem, para já é isto que temos e temos bem! 

♫ - Do as I want - SMILE

  • Share:

You Might Also Like

7 comentários

  1. Agora sim, um vislumbre dos primeiros habitantes da tua horta, estão bonitas! Eu tenho o sistema de rega gota-a-gota no meu pequeno jardim (em frente à casa) e funciona muito bem, estamos satisfeitos com ele ;)

    ResponderEliminar
  2. Olá Mariana! Isso é que são mudanças!!! :) :)
    Também tenho uma horta e percebo perfeitamente o que dizes, pensar biológico e querer comer biológico :)
    Está mto gira a tua horta! Podes por uma foto do triângulo? Era giro podermos ter noção do espaço total :)
    E força! está mto giro!!! :)

    ResponderEliminar
  3. Está muito interessante :) Vai ficar uma linda horta, tenho a certeza !

    ResponderEliminar
  4. :) muita sorte para a tua horta e que cresça muito e cheia de vida! beijinho*

    ResponderEliminar
  5. Fazes-me gosto de ti só através das tuas palavras!! Não sei fazer nada de nada neste ramo lindo, que é trabalhar a terra, mas não digo que não gostava. Em Lisboa não tenho espaço para isso... Mas umas ervas aromáticas dão-se em todo o lado :)

    ResponderEliminar
  6. Parece-me já uma horta com muitos pés para andar :)
    Daqui a uns tempos sou capaz de te melgar com dicas! :)
    Conheci hoje o teu blog e já estou agarradinha! obrigada pelas partilhas!

    abraço ****rita

    ResponderEliminar