Isto de ser blogger... (seis anos desta vida!)

By Mariana Neves - maio 08, 2014

Isto de ser blogger tem muito que se lhe diga. Chamo-me de blogger embora não saiba bem se mereço essa definição, contudo apercebi-me que ando desde 2008 por estas bandas: com pseudónimos, em várias plataformas, com quatro ou cinco blogues... feitas as contas ando por cá desde 2008. E andar por cá há seis anos, desde os meus 14 anos, já faz de mim um bocado entendida no assunto, não é? Cresci com um blogue nas mãos. Cresci com blogues secretos, privados e conhecidos nas mãos. Cresci a escrever. Credo, cresci tanto a escrever! E quem cresce a escrever descobre sempre um bocado mais de si próprio. Por isso é que fiz dos blogues os meus melhores amigos e a eles me dediquei todos estes seis anos. Sempre que escrevo para mim (sempre para mim primeiro) e para vocês descubro um bocado mais de mim e revelo-o a vocês. É preciso ter coragem para escrever à séria e ter um blogue. É difícil escrever sobre o que nos faz crescer, mudar, aprender e revelá-lo ao mundo. É difícil sermos uma janela aberta e termos pessoas (que tantas das vezes nem conhecemos) a ler-nos a torto e a direito. É difícil assumir as nossas duvidas, conquistas e derrotas especialmente quando temos que escrever publicamente sobre elas. É difícil mas é também isso que torna esta vida de "blogger" tão aliciante, tão fascinante, tão apaixonante. 
Escrever é uma verdadeira paixão. É algo que permite uma pessoa respirar. Clareira-nos o espírito nos dias mais nublados. E poder fazê-lo, sabendo que outras pessoas se vão identificar com elas, é magnifico. É extraordinário os laços que se criam por palavras, especialmente quando os laços se associam a rostos que se perduram. É gratificante para nós e para quem nos rodeia escrever. Escrever num blogue, é muito mais que uma terapia, muito mais que uma forma de comunicação, é uma forma de estar na vida (de cabeça erguida, com coragem para assumirmos aquilo que somos e aceitar-mos as criticas que daí vêm). Ser blogger é estar aberto ao mundo: ao que vem de melhor e ao que vem de pior. É estar receptivo a aprendizagens, a opiniões, a partilhas, e aquilo que verdadeiramente somos. Mas nem sempre é facil ser blogger...
Ser blogger dá trabalho. Quando se é um verdadeiro blogger (coisa que um dia hei-de ser) o trabalho é gigante. São as fotos, os textos, os e-mails, os comentários, as parcerias e tudo aquilo para que nem sempre se tem tempo. Ser blogger (de corpo e alma) é uma forma de estar na vida: é fotografar refeições e deixar a familia toda a espera antes de comer, é levar sempre a máquina atrás e estar sempre conectado à internet respondendo a comentários e mails. Ser um blogger é andar sempre atualizado. Mas é também ter o direito de não andar sempre atualizado. É este o lado bom de andar nesta "vida": somos o tipo de blogger que queremos ser, consoante o presente. Há uma liberdade muito grande na questão de ter um blogue e é bem assim que eu gosto dela: escrever quando quero, sobre o que quero. Para quê colocar regras numa paixão? É tão bom deixá-la ir com o vento. E isto de ser blogger é seguir uma paixão do caraças! 

  • Share:

You Might Also Like

12 comentários

  1. És linda sabias? =)

    Finalmente encontrei o teu blog!!! =)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh, tenho o coração aconchegado com as tuas palavras*

      Eliminar
  2. Concordo! Regras já temos de mais :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. é verdade doce Ana e esta vida é tão bom, tão gratificante... para quê estar a acorrentá-la a regras? :)

      Eliminar
  3. Fico feliz em encontrar pessoas como você e como eu que amam estar deste lado também, os blogues que tanto gosto!! Continue querida! Sucesso!!

    ResponderEliminar
  4. Adoro o teu blogue desde o primeiro dia em que o li e, hoje, não podia deixar de concordar mais contigo nisto que escreveste :) *

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tenho-te no coração, Joana. Tenho mesmo. Inspiras-me :) Obrigada**

      Eliminar
  5. Só iniciei a vida de blogger há mais ou menos uns dois meses, e percebo mais ou menos o que estás a dizer, o que queres transmitir, é realmente óptimo conseguirmos expressar-nos por palavras, frases, por textos sejam eles realistas ou cheios de metáforas e sátiras pelo meio. Comecei com o blog a achar que era engraçado por os meus textos numa rede social mas não sabia que tão depressa iria ter quem me lê-se e agora adoro e quero definitivamente continuar por estes mundos :)!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É maravilhoso Diana, hei-de acompanhar este teu ínicio na blogosfera :) sente-te bem por aqui*

      Eliminar
  6. Acabei de perceber que tens mais experiência de blogs do que eu alguma vez terei ( e és mais nova que eu - 2 anos, mas isso não interessa). Identifiquei-me imenso com o que li. Apesar de só ser "blogger" a apenas 1 ano e pouco, mas já conheço estes hábitos - criar, fotografar, escrever, publicar, andar atenta ao que se faz por ai mas sem perder a nossa identidade. Mas é tão bom!

    ResponderEliminar