Este medo de dar o primeiro passo.

By Mariana Neves - janeiro 09, 2015

{Fotografia via Pinterest}
Existem medos que nos fazem chorar, ficamos assustados, paralisados. Existem tantos tipos de medos: desde a bactérias até medo dos dinossauros. Mas de todos esses medos o que deve vir em primeiro na lista de "medo mais comum" é o medo de dar o primeiro passo. Aquele primeiro passo... que alguém tem que tomar, que desencadeia tudo o resto, como uma peça de dominó numa cadeia que é deitada a baixo. O primeiro passo, quando especialmente não se sabe o que vem a seguir (alguma vez se sabe?), é o mais difícil de todos. Porque não sabemos que esperar, e há certas alturas em que um "não" é uma palavra demasiado grande para o nosso coração. Mas se ninguém der o primeiro passo? Não há "nãos", mas não há também "sins". E um "sim" vale tanto a pena! Não é? Seja da forma que for...

Por isso alguém tem que tomar sempre o primeiro passo, contornar os medos, os "ses" e deixar aquela peça de dominó cair para desencadear tudo o resto. Mas e se esse alguém fores tu? Como é que é? Quem te garante que as tuas pernas não vão cair de tanto tremerem? Quem te garante que a tua voz não vai ficar tímida para sempre? E que as tuas mãos vão deixar de ficar suadas? Ninguém. Mas um "sim" talvez possa fazer tudo valer a pena. Mesmo que o primeiro passo seja o mais difícil de todos, como que se as nossas pernas não se quisessem mexer do sítio, é ele que te permite avançar nesta vida e ver e viver tudo aquilo que há para viver.

Por isso hoje, compreendo os rapazes que não têm força para dar o primeiro beijo. Afinal, caraças, o primeiro passo é mesmo difícil de dar! 

  • Share:

You Might Also Like

4 comentários