Não tenhas medo de ser o melhor do que és ~

By Mariana Neves - abril 06, 2015

"Não é pelo tamanho que terás êxito ou fracasso... 
Mas sê o melhor no que quer que sejas." 
Pablo Neruda


Temos medo, vamos admitir. Todos os dias quando acordamos temos medo: de falhar, de errar, de não sermos suficientemente bons, de não conseguir estar à altura, de perdermos algo... Mas e se eu vos disser que esse medo vem de mão dada com o medo de sermos melhores? Com aquele medo tão secreto de acharmos que se tentarmos, se trincarmos o lábio, até conseguimos ser bastantes melhores. Aquele medo de realmente ter uma força interior que nos faça ser melhores: a agarrar a vida e a desafia-la (e não deixar que seja ela a desafiar-nos). Aquele medo de nos apercebermos que afinal depende só e exclusivamente de nós. Aquele medo de sermos fantásticos nalguma coisa. 

Todos os dias há algo que nos deita abaixo, seja o que for.  Acontecem coisas menos boas, a toda a gente. Coisas que podemos escolher que não nos incomodem e coisas que nos incomodam sem pedir licença e ficam a fazer sala na nossa cabeça. De qualquer forma, são essas pequenas (ou grandes) coisas que acontecem que nos fazem ter medo de sermos melhores. São pequenas desculpas que usamos, inconscientemente, para justificar a nossa fraqueza a nossa falta de resistência ao medo. Está a chover, se sairmos de casa vamos molhar-nos então desmarcamos o café que tínhamos com aquele amigo do qual temos tantas saudades. É a chuva que nos impede de sermos melhores amigos ou somos nós mesmos? O preço do chocolate está mais barato, compramos cinco caixas. É o preço que nos impede de sermos mais saudáveis ou somos nós? A maior parte das decisões que tomamos parte de nós e ainda que haja sempre alguma coisa que as influencia a palavra final é sempre nossa. Nossa e do nosso medo. Mas porque raio, esse medo existe? Porque quanto mais alto estamos, maior é a queda. Mas... e se durante a queda aprendermos a voar?  

O segredo é que, às vezes, o nosso maior medo é mesmo este: voar.

Hoje decidi que não vou permitir que esse medo de arriscar, de tentar vezes e vezes sem contar,sem desanimar, me bloqueie esta luta pessoal, em ser melhor. Melhor no que quer que eu seja, no que quer que eu resolva ser, no que quer que eu resolva apostar. Sei que sempre que me aperceber que esse medo está a entrar pela sala (sem bater à porta), vou manter-me confiante em mim mesma e com fé que sem esse medo, que é tão fiel à nossa cabeça, consigo ser bem melhor. Afinal, se não é para sermos melhor e viver a vida em plenitude, para que é que cá estamos?

  • Share:

You Might Also Like

8 comentários

  1. Já estava com saudades.

    Nem mais. A vida não faz sentido se, a cada dia que passa não nos tornamos em pessoas melhores.

    Um beijinho* :)

    ResponderEliminar
  2. Obrigada Mariana pela tua mensagem de força e de esperança.
    Um beijinho
    Raquel

    ResponderEliminar
  3. Acima de tudo, encorajador!! "e se durante a queda aprendermos a voar?" Truques para a vida toda.

    Um beijinho grande!!

    ResponderEliminar
  4. Gostei tanto deste post! E reconheço perfeitamente esse medo de ser melhor, da responsabilidade que ser melhor traz. É-me familiar. :)
    Mas há que conquistar esse medo, mostrar-lhe que podemos ser melhores e mesmo que caiamos... aprendemos a levantar-nos (e não sei porquê, parece sempre que custa menos quando não temos nada a perder). Por isso, porque ter medo mesmo?

    ResponderEliminar
  5. És fofinha. <3 Adorei o que escreveste e estava cheia de saudades tuas.

    ResponderEliminar
  6. Já pensava que não ia ler mais um texto teu! Ainda bem que já voltaste e realmente há coisas inexplicáveis, sendo esse medo uma delas. Como é possível deixarmo-nos afogar em tanto medo? Há que aprender a levar a vida com outros olhos.
    beijinho*
    ofoatmealandwanderlust.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  7. Como sempre adorei ler o que escreveste :) Texto lindo e inspirador! Beijinho enorme Mariana

    ResponderEliminar