"Concentrado" de tomate com cebolinho ~

By Mariana Neves - maio 27, 2016

Quanto mais tempo passo em casa dos meus pais mais tempo me apercebo que a vida simples é o meu género de vida. Apercebi-me que o meu caminho passa por ter tempo para ver o pôr-do-sol e ouvir os pássaros, por fazer yoga no relvado e dar de comer aos patos. Apercebi-me que fui talhada para observar o crescimento das flores e colher os frutos directamente das árvores. Não vale a pena tentar fugir de um caminho que já escolhemos como nosso e o identificamos como tal. 

Em relação a isso hoje li este texto da Catarina (que vos aconselho a ler) e tenho que salientar esta parte, porque é tudo o que vos quero dizer hoje«Como já disse anteriormente, um dos meus sonhos de vida é ser o mais auto-sustentável possível. Ter horta, galinheiro, reutilizar coisas, aproveitar ao máximo o ciclo de vida útil das coisas, reduzir consumos, ir à lenha, fazer pão, construir e produzir coisas com as minhas mãos, e quem sabe até fazer a minha própria cerveja? E isso não é "viver com pouco". É viver com fartura! Fartura de saúde, fartura de sabor, fartura de tempo, fartura de diversão e fartura de não-stress. E ainda se poupa dinheiro.»


Esta vida tem-me permitido fazer algumas descobertas em relação a mim mesma. Tem-me permitido olhar mais para dentro e ser mais selectiva em relação aquilo que me  rodeia.  Uma dessas coisas, como já sabem, é a minha alimentação. De há uns anos para cá tenho-me preocupado em comer coisas locais, biológicas e saudáveis. O que não é assim tão difícil como pode parecer. 

O truque é: fazermos as nossas próprias coisas. Já partilhei com vocês a minha última receita de granola,  a de manteiga de amendoim, do meu gel de banho e até do meu desodorizante. Hoje partilho-vos um "must have" cá de casa. O nosso concentrado de tomate ou como lhe chama a minha avó "a tomatada".  Comecei a fazer há uns quatro ou cinco anos altura em que a nossa estufa começou a presentear-nos de tomates. Congelo-os e depois faço esta tomatada sempre que preciso durante o ano inteiro. Desde aí nem sei o que é ir comprar concentrado de tomates (cheios de conservantes, aditivos, açúcar..) e ainda bem! A receita é bastante simples e as conjugações de especiarias e ervas aromáticas são ao vosso gosto.



"Concentrado" de tomate com cebolinho 

~ 2 sacos de tomate cherry congelados
~ 2 c. sopa de azeite
~ 2 cebolas grandes
~4 dentes de alho
~ 3 folhas de louro
~pimenta preta, noz moscada q.b.
~ 3 a 4 c. sopa de cebolinho picado

~ Colocar o azeite numa panela, refogar a cebola e os dentes de alho. 
~ Acrescentar os tomates previamente descongelados (eu fiz com cherry mas podem fazer com outra qualidade) com as folhas de louro e deixar cozinhar entre trinta minutos a uma hora. 
~ No final acrescentar as especiarias e as ervas aromáticas (o manjericão fica mesmo bom!). Neste caso como o cebolinho é mais duro aconselho colocarem um bocado antes das especiarias. 
~ Quando estiver com a consistência que quiserem, é só triturar com a varinha mágica rectificar os temperos e está pronto.
~ Depois é só esterelizar os frascos e colocar a tomatada. E fica pronto a consumir! 

Eu guardo os frascos fora do frigorifico, depois de aberto é que tem que ir para o frio.


Um xi-
Mariana

  • Share:

You Might Also Like

12 comentários

  1. Gosto muito da receita! Para o ano experimento fazer assim :)
    Cá em casa no fim da época dos tomates juntamos todos em panelões, adicionamos cebola, deixamos cozer e quando está na consistência pretendida ralamos. Como as grainhas são antipáticas para alguns estômagos que por cá moram antes de cozinhar separam-se as grainhas e no fim de triturar coa-se tudo outra vez.
    Eu deixo arrefecer e guardo em sacos de cubinhos de gelo (eu sei que não é tão agradável para o ambiente, vou tentar usar os frascos, no próximo ano), e depois é só usar os cubinhos necessários para cada receita :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Vera, que bom ver-te por aqui :)
      Fico à espera depois da fotografia dos frasquinhos!

      Beijinhos*

      Eliminar
  2. obrigada Mariana, as tuas ideias são fantásticas e gostava de ter a tua força de vontade para alterar a minha alimentação tambem e a tua forma de vida tão gratificante. beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada pela visita Clotilde e pelos elogios :) Fiquei sem reacção!
      Às vezes o que basta é dar passos pequeninos, ter as mãos certas a amparar, e se cairmos, levantar-mo-nos! Todos conseguimos as mudanças que queremos para a nossa vida se realmente tentarmos. No que posso, estou cá para ajudar.

      Beijinhos ♥

      Eliminar
  3. Já fiz algumas vezes o meu próprio concentrado de tomate :) É muito mais saboroso e saudável! Também ando aos poucos a tentar mudar a alimentação. Tem sido um processo lento, mas vou conseguindo. A semana passada eliminei oficialmente o leite da minha dieta. Mudei para bebida de aveia (para acompanhar o meu indispensável café) e os iogurtes agora são de soja. A mudança que senti foi imediata, fiquei logo mais leve (o leite já me trabalhava imenso no estômago). Aos pouquinhos vou conseguindo :)
    Já agora, eu já fiz várias vezes mas nunca em grandes quantidades porque não faço ideia do tempo que aguenta sem estragar (o concentrado de tomate). Tens ideia?

    GIVEAWAY Pack Odisseias SPA + AVENTURA + GOURMET

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Ana, eu estes frascos costumo guardar mais ou menos meio ano. Se os guardares em frascos esterilizados e em vácuo conservam-se em mais tempo. Pelo menos com os meus sempre correu bem. :) Se puder ajudar em mais alguma coisa diz.
      Força para deixar o leite! Por aqui o leite já não faz parte, nem os iogurtes, estou a dizer adeus aos queijos. Força para as duas :)

      Beijinhos*

      Eliminar
  4. Olá princesa Mariana!
    Obrigada por partilhares esta receita aqui. Não vejo a hora dos tomates da minha horta estarem bonitos para meter as mãos na massa e fazer esta receita!
    Beijinho querida, bom fim de semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Catarina :)
      Esta receita também é óptima para molho de massas, eu pelo menos adoro.

      Beijinhos*

      Eliminar
  5. muito legal sue blog

    mundominimalistablog.wordpress.com

    ResponderEliminar
  6. Parece uma receita tão fácil! Quando tiver uns tomatinhos vou experimentar :)

    ResponderEliminar
  7. Mariana, já somos duas, eu também cheguei à conclusão que sou mais talhada para o "slow-living", como já reparaste ;)
    Vou levar a tua receita do concentrado de tomate, deve ser delicioso! Devo-te dizer que fiquei com o olho no teu cebolinho, está lindo. Eu nunca plantei mas irei experimentar um dia destes. O que plantei foram tomates e logo que tenha, irei fazer a tua receita.
    Beijinhos (e obrigada pela partilha, do meu texto fizeste um teu, maravilhoso)
    Boa semana :)

    ResponderEliminar