Os meus 21 dias sem açúcares processados.

By Mariana Neves - maio 04, 2016

Em Abril, depois da Páscoa, a minha pele teve um subdito ataque de acne. Daqueles que mete medo ao medo (ou então sou só eu a exagerar). Para quem sabe eu já sofri de acne e durante anos da minha vida ele foi o meu maior inimigo. Vê-lo voltar é quase tão pior do que voltar à altura em que não havia um pedaço da minha pele sem uma borbulha. Com o pânico a instalar-se decidi descobrir o que realmente se estava a passar. De há uns tempos para cá tento analisar aquilo que o meu corpo realmente me quer dizer. Interpretei estas acções como açúcar a mais. Então decidi experimentar: 21 dias sem açúcar. Imprimi a folha para contar os dias, afixei na cozinha, contei às pessoas mais próximas o que ia fazer e atirei-me de cabeça.

{ilustração Catita Illustrations e podem imprimir aqui}

Aliás, tive que me atirar por duas vezes. Na primeira queda já estava eu no sexto dia quando uma Miss Pavlova me apareceu à frente e eu não tive como lhe dizer que não. Retomei assim ao início. Desta vez nada me ia parar. E foi difícil: oh se foi! Houveram aniversários, lanches, jantares e dias em que tudo parecia querer levar-me a comer açúcar. Mas depois da primeira semana, já estava habituada, aliás, nem me apetecia nada. Comecei a tomar café sem açúcar (e continuo), quando me apetecia um doce comia uma peça de fruta e assim sobrevivi sentindo-me realmente viva (e as borbulhas - coincidência ou não - diminuíram).


2) Mousse de cacau vegan receita no meu instagram


Em termos de cansaço e falta de concentração, que me disseram que ia sentir, não senti nada. Não sei se foi por continuar a comer os açúcares naturalmente presentes, mas senti-me muito bem. E tendencialmente bebi muita mais água do que é normal. Ou seja, só coisas positivas. Com esta experiência aprendi duas coisas: Quando se quer uma coisa consegue-se mesmo que não seja à primeira tentativa, nada é impossível. E segundo: existem receitas fantásticas sem açúcar processado! Aliás bem melhores do que as "normais" e partilho com vocês (fotografias em cima) algumas iguarias que experimentei, aprovei e chorei por mais. Cada uma destas receitas merecia um post só para elas porque são maravilhosas. Aconselho-vos a experimentarem e depois digam o que acharam.


  • Share:

You Might Also Like

6 comentários

  1. É um excelente desafio, vou tentar fazer também. E esse calendário é mesmo fofinho!

    Tens toda a razão, quando queremos mesmo uma coisa, conseguimos fazê-la. É só preciso um pouco de motivação e força de vontade :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Catarina! Força, estou contigo :)
      Se experimentares alguma destas receitas, diz.
      Beijinhos*

      Eliminar
  2. o ano passado fiz este desafio também e correu super bem!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Maria, bem vinda a este cantinho :)
      Que bom sermos as duas "casos de sucesso".
      Depois do desafio continuaste com a sensibilidade para o consumo de açúcar?
      Beijinhos*

      Eliminar
  3. Eu infelizmente não consigo deixar de colocar açúcar no café da manhã :( Por mais que eu tente, eu gosto mesmo do sabor do café, mas sempre com um toque de doce. Quanto aos outros doces, passo bem sem eles e essas receitas que partilhaste parecem ser uma delícia (e livres de culpa...).
    Parabéns por teres conseguido superar esse desafio, bem sei que não é fácil, mas é como tu dizes: quando se quer, se depender de nós, consegue-se. Tem-se é que querer a sério.
    Beijinhos :*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Catarina, antes de mais obrigada pela presença sempre carinhosa neste cantinho :) é sempre bom receber uma visita tão carinhosa.
      Em relação ao açúcar no café, porque não ir diminuindo a quantidade?
      Beijinhos*

      Eliminar