{sempre à procura de} um sítio melhor

By Mariana Neves - maio 14, 2016


Passaram-se três meses desde a última vez que escrevi sobre esta minha procura sobre um sítio melhor.  E apesar de o sítio melhor (ainda) não ter aparecido, não desanimei, aliás, muito pelo contrário, tenho continuado exactamente com a mesma linha de pensamento que vos falei.
A Sónia tem sido um anjo em "aturar-me". Tem sido a luz quando parece que a noite não acaba, tem sido a melhor a não me largar mesmo quando estou prestes a cair, mesmo quando os dias maus batem à porta ela ajuda-me a ver o lado bom de uma tempestade. E olhem que às vezes não sou a pessoa mais fácil de convencer e não me perguntem como é que ela consegue... A verdade é que o consegue como ninguém. 
Sem me dar as respostas ou novos caminhos, as sessões de coaching, fizeram-me idealizar (de olhos fechados porque assim o coração fala melhor) os meus sonhos, os meus planos, os meus sorrisos. E a partir daí uma série de lições vieram de dentro de mim para fora. No outro dia, ela disse-me "Mariana, tu tens as respostas todas em ti. Não as estás a querer ver." E tinha tanta razão. O medo: de nós próprios e dos julgamentos dos outros mata-nos os sonhos. E o pior é que somos os primeiros a permitir que isso aconteça. Ainda não tenho as respostas todas. Mas sei que quando eu estiver preparada elas vão chegar.
Até lá, abraço cada dia: sem medo, com os meus sonhos a serem os meus melhores aliados. Sabendo que quando os dias maus chegarem, vou torná-los parte da minha lista de dias memoráveis. Até lá, todas as lições que já aprendi com esta experiência vão ficar cravadas na minha mente como um mantra.

Eu mereço. Tudo o que acontece é sincronia da vida. O tempo que vivemos é tempo investido. Não existe tempo perdido.  Estou muito orgulhosa de mim e dos meus lindos vinte e dois anos de vida. Porque eu mereço, preciso e quero.

Até lá, vou continuar à procura de um sítio melhor com a certeza que não haveria sítio melhor para estar do que aqui e agora.

  • Share:

You Might Also Like

3 comentários

  1. Os compassos de espera servem para crescermos e aprendermos. Ainda não consigo pôr por palavras o quanto cresci nos momentos em que parecia que não sabia o iria fazer a seguir. Só com o tempo e com a mudança (ou não mudança) é que aprendemos sobre nós próprios.
    "It's not about the destination. It's about the jorney to get there."

    Beijinhos,
    Mafalda

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Mafalda, pela visita e pelo carinho :)
      Acredito que sim, que este é um tempo para aprender sobre mim mesma*

      Beijinhos.

      Eliminar
  2. Olá Mariana, tenho acompanhado esta tua procura e tenha gostado de ler os teus progressos. Às vezes achamos que temos que percorrer um caminho, que na verdade não é o nosso. É o dos outros. E muitas vezes não temos consciência disso, e quando isso acontece, andamos muitas vezes infelizes, mesmo apesar de muitas vezes cumprirmos tudo o que seria esperado de nós. Sentimos que estamos deslocados, que deveríamos ser mais felizes, ou ficamos desiludidos, nem sabemos muito bem porquê...
    Esse caminho que estás a percorrer é que é o teu e as dúvidas, a descoberta, o processo usado é que é o que tens que fazer. Concordo que as respostas estão dentro de ti e acredito que se estiveres disposta a ouvir-te, encontrarás as respostas, podem não ser todas, mas serão as suficientes, vais ver.
    O conhecimento pessoal é uma jornada difícil, mas é muito recompensadora. E é para ser levada sem pressas. Aproveita as coi8sas boas da vida e gosta de ti :)
    Beijinhos

    ResponderEliminar