Acalma-te.

By Mariana Neves - outubro 03, 2016


Já partilhei várias vezes aqui que sofro de síndrome de agenda-cheia. E essa é a mais absoluta verdade. Adoro ter os dias preenchidos, abraçar novos projectos, sentir a adrenalina de estar viva. Mas às vezes este síndrome passa de uma qualidade para uma espécie de doença. Às vezes sinto que tudo aquilo que me envolve (seja o que for) suga-me energia e preciso de descansar. De me desligar, respirar fundo e esperar que na próxima inalação as energias voltem.

Depois da viagem a Itália (que foi maravilhosa mas cansativa), chegar a casa foi receber uma avalanche de novidades, e-mails e coisas para tratar. Mas não foi isso que fiz. Em vez disso desapareci mais uns dias e fui até a um verdadeiro santuário em Castelo de Paiva. Um sítio onde praticamente não tinha internet, onde ouvia os grilos e passei o meu tempo livre a fazer caminhadas, dar abraços, beber vinho doce e a ler. Foram dias tão maravilhosos e por momentos esqueci-me das coisas com as quais estava comprometida.

Só que o regresso ainda me atropelou mais do que eu estava à espera. Senti-me sufocada com as coisas que corriam na minha cabeça. Aliás, elas não corriam, passavam antes na minha cabeça como se houvesse uma corrida de fórmula um. Fiquei cheia de fumo e era impossível pensar. Mas continuei. Sempre de um lado para o outro, a resolver assuntos - muitos deles que nem me envolviam. Tudo acabou com o workshop sobre chá que dei ontem no espaço Essência em Valongo. Foi um dia encantador e eu senti-me honrada por fazer parte dele. Mas ao final do dia, sentia-me sem forças, como se tivesse sido atropelada por um camião (ou dinossauro). Jantei e deitei-me, era o melhor a fazer. Dormi onze horas seguidas. Quando acordei senti-me eu novamente. Assim, tão facilmente. 

Hoje fiz por ter um dia calmo. Bebi o meu chá, tratei a seu tempo dos assuntos pendentes. E mais uma vez aprendi a lição que o meu corpo me queria dar: "Acalma-te Mariana. Acalma-te. Tudo a seu tempo." Por isso, mais uma vez repito a mim mesma a ordem do dia: organiza-te, respira fundo, foca-te, acalma-te e faz acontecer.

  • Share:

You Might Also Like

3 comentários

  1. Respirar lenta e conscientemente é revigorante!
    Bons dias serenos por aí!
    Beijo.

    ResponderEliminar
  2. É maravilhoso quando temos consciência das coisas tal e qual como elas são!
    O corpo pede-nos sempre o que precisa, feliz aquele que o sabe ouvir!
    Beijinho enorme princesa, tem um bom feriado!

    ResponderEliminar
  3. Awww :) É mesmo isto. O nosso corpo conhece-nos tão bem! Estou aqui deste lado a enviar-te calma e boas energias!

    ResponderEliminar